Casas impressas em 3D a partir de terra em 200 horas

O estúdio de arquitetura italiano Mario Cucinella Architects colaborou com WASP , especialistas pioneiros da Itália em impressão 3D, para construir seu projeto recente, TECLA, uma casa experimental impressa em 3D inteiramente feita de terra crua.


Desenvolvidas como um protótipo, que foi construído em Massa Lombarda (Ravenna, Itália), as casas estão sendo impressas em 200 horas com o uso de várias impressoras 3D operando ao mesmo tempo.


O projeto TECLA foi desenvolvido a partir de pesquisas aprofundadas realizadas pela escola profissional fundada por Mario Cucinella que combina educação, pesquisa e prática.


Levando o nome de Technology e Clay , neste projeto, graças ao novo sistema, denominado Crane WASP, com WASP Maker Economy Starter Kit, composto por várias impressoras 3D, pela primeira vez no mundo, dois braços de impressão foram sincronizados como parte de uma construção e o software era capaz de otimizar os movimentos, evitando colisões e garantindo o funcionamento simultâneo.


O TECLA é composto por duas cúpulas que se contrapõem e albergam uma zona de estar em open-space e um espaço de quarto equipado com um pequeno WC.


No exterior, um pequeno lago recolhe resíduos e águas da chuva para serem reutilizadas no jardim, enquanto outra célula, com painéis solares e térmicos, fornece energia limpa ao edifício, tornando-o potencialmente numa casa totalmente desligada da rede.


Com este novo sistema e velocidade de produção, as casas TECLA tornam-se “um novo modelo circular de habitação”, inteiramente criado com materiais reutilizáveis ​​e recicláveis, provenientes do solo local, neutro em carbono e adaptável a qualquer clima e contexto.


"Junto com WASP, pretendemos desenvolver um protótipo impresso em 3D inovador para um habitat que responda à revolução climática cada vez mais urgente e às necessidades de mudanças ditadas pelas necessidades da comunidade", disse Mario Cucinella, fundador da Mario Cucinella Architects.


“Precisamos de uma mudança de paradigma no campo da arquitetura que se aproxime das necessidades das pessoas, encontrando assim uma resposta para a 'terra' dentro da 'terra'."

“Uma colaboração que se torna a união entre a arquitetura empática e a aplicação de novas tecnologias”, acrescentou.


"Um relatório das Nações Unidas publicado em 2017 demonstra que a atual população global de 7,6 bilhões de pessoas deve chegar a 11,2 bilhões em 2100 e em 2030 cerca de 5 bilhões de pessoas deverão viver nas cidades", disse Mario Cucinella Architects.


“Consequentemente, os governos enfrentam desafios substanciais relacionados às soluções habitacionais. Com cada vez mais áreas rurais sendo incorporadas às cidades, é a própria ideia de cidade que deve ser desafiada”, acrescentou a empresa.


TECLA será a primeira casa a ser totalmente impressa em 3D usando argila de origem local - um material 'km 0 natural' biodegradável e reciclável que fará com que a construção seja efetivamente sem desperdício.


Ele será construído para se adaptar a vários ambientes e será adequado para a autoprodução por meio do uso da tecnologia inovadora do WASP.


Ao utilizar este novo sistema construtivo, limita o desperdício industrial e oferece um modelo sustentável único que irá dinamizar a economia nacional e local, melhorando o bem-estar das comunidades. Como a equipe explica, "o esquema irá acelerar significativamente o processo de construção, pois a impressora 3D produzirá toda a estrutura de uma vez."


“Da terra informe à terra em forma de casa. Hoje temos o conhecimento para construir sem impacto em um simples clique”, disse Massimo Moretti, fundador da WASP.


“A tecnologia agora está a serviço das pessoas e o lar como um direito de nascença é real”, acrescentou Moretti.


“A conclusão da estrutura é um marco importante e mostra que, graças ao design e às tecnologias utilizadas, TECLA já não é apenas uma ideia teórica, mas pode ser uma resposta real e exequível às necessidades de viver hoje e no futuro, que podem ser declinada em diferentes contextos e latitudes ”, sublinhou Mario Cucinella, Fundador da Mario Cucinella Architects e da SOS - Escola de Sustentabilidade.


Os organizadores do WASP explicaram que “O software proprietário WASP utilizado pelo TECLA é a síntese de anos de pesquisas que levaram à informatização da matéria informe, conseguindo construir o imaginável”.


O projeto exigiu 200 horas de impressão, 7000 códigos de máquina (código G), 350 camadas de 12 mm, 150 km de extrusão, 60 metros cúbicos de materiais naturais para um consumo médio de menos de 6 kW.


Inspirado pela vespa de potter, desde 2012 WASP (World Advanced Saving Project) se tornou um modelo de construção viável baseado nos princípios da economia circular e fabricação digital.


O modelo foi batizado de TECLA em homenagem a uma cidade imaginária descrita por Italo Calvino em As Cidades Invisíveis como uma 'evolução urbana contínua'. É representativo dos esforços de ambas as empresas para combinar inovação tecnológica com respeito ao meio ambiente e compreensão dos processos naturais.


A TECLA recebeu aprovação de planejamento em maio de 2019, a impressão começou em setembro de 2019 e a instalação final da TECLA e sua apresentação estão programadas para a primavera de 2021.


Começando com o primeiro protótipo na sede da WASP em Massa Lombarda, o objetivo do projeto é trabalhar para comunidades de casas inteligentes em todo o mundo.


Em seu keynote WAF 2019 , Mario Cucinella disse: “Esquecemos completamente a relação com a natureza e a empatia com o clima, porque construímos edifícios que não têm nenhuma relação com o clima.


“Por muitos anos de tecnologias, os arquitetos esqueceram o conhecimento e agora o clima apresenta a conta: um aumento da poluição em todos os lugares”.


"Os edifícios produzem quase 50% das emissões de C02. A Arquitetura Verde será um híbrido equilibrado de inovação tecnológica e empatia com o clima. Ela lança uma ponte para o passado, redescobrindo e uma cumplicidade íntima com a natureza."


“Os arquitetos esqueceram completamente o conhecimento do clima. Os engenheiros tentam resolver os problemas dos arquitetos, mas juntos não funciona”, acrescentou.



WASP: Engenharia e construção de impressão 3D

Mario Cucinella Architects: Projeto arquitetônico e gerenciamento de projetos

Em colaboração com:

SOS - Escola de Sustentabilidade: parceiro de pesquisa

Mapei: Consultoria e fornecimento de materiais

Milan Ingegneria: Consultoria Estrutural

Capoferri: Engenharia e produção de esquadrias

RiceHouse: consultoria e fornecimento de bio-materiais

Frassinago: Paisagismo

Lucifero's: Desenho de iluminação

Ariatta: Consultora de energia e conforto interno


Todas as imagens são cortesia da WASP.

20 visualizações0 comentário