Começa a construção da Pirâmide Tirana

Os trabalhos de construção começaram na Pirâmide Tirana da MVRDV , o monumento brutalista no coração da capital da Albânia .



Em 2018, o MVRDV foi contratado para transformar a pirâmide da era comunista da Albânia em um centro de cultura , convertendo drasticamente a estrutura em um centro urbano, uma vez concluída, a pirâmide será o lar de uma pequena aldeia de cafés, estúdios, oficinas e salas de aula - onde Os jovens albaneses aprenderão vários assuntos de tecnologia gratuitamente. Isso vai permear o site, tanto dentro como fora da própria pirâmide.


O MVRDV reaproveita a estrutura de concreto existente da pirâmide e o átrio e seus arredores são verdes e abertos ao público com degraus urbanos.


Localizada no centro da cidade e antigo Museu Enver Hoxha, a Pirâmide de Tirana foi inaugurada em 1988. Foi projetada em homenagem ao ex-líder comunista da Albânia por um grupo de arquitetos, incluindo a filha arquiteta de Hoxha, Panvera Hoxha. O edifício sofreu várias utilizações ao longo dos anos. Serviu como base temporária para a OTAN durante as Guerras Balcânicas e no Pós-Guerra, foi usado como discoteca e espaço para eventos.


"Espera-se, portanto, que a Pirâmide se torne um novo centro para a vida cultural de Tirana e uma transportadora para a nova geração", disse MVRDV.


"Trabalhar em um monumento brutalista como a Pirâmide é um sonho", disse o sócio fundador da MVRDV Winy Maas.


“É impressionante e interessante ver como o país lutou com o futuro da construção, que por um lado é um capítulo polêmico da história do país, e por outro já foi parcialmente recuperado pelos moradores de Tirana”.


“Imediatamente vi o seu potencial e que deveria ser possível torná-lo ainda mais um 'monumento do povo' em vez de o demolir.


"O desafio é criar uma nova relação entre o edifício e seus arredores. Tenho certeza de que nosso projeto estabelece isso. Estou ansioso para ver os jovens e, pela primeira vez, os idosos subindo os degraus do telhado !," Maas adicionado.


Cobrindo uma área total de 11.835 metros quadrados, o projeto do MVRDV abrirá radicalmente o edifício, que agora está hermeticamente fechado e inacessível.


Usando vidros enormes, essas abas enormes fecharão o prédio quando chover. O MVRDV removerá adições de reformas anteriores para revelar um espaço interior volumoso.


“Na tentativa de recuperar a estrutura em deterioração, os jovens de Tirana a usaram como um ponto de encontro e uma tela para grafite, e muitas vezes escalam à noite e depois - não sem risco - escorregam por suas encostas”, disse MVRDV.


Adicionando árvores e outras áreas verdes à pirâmide, eles contribuem para este espaço aberto com uma aparência acolhedora. Haverá caixas contendo salas individuais que são colocadas dentro, sobre e ao redor da estrutura existente.


"Isso criará uma vila de salas de aula, estúdios, cafés e restaurantes. A instituição educacional sem fins lucrativos TUMO Tirana será a principal usuária da Pirâmide, oferecendo educação pós-escolar gratuita para jovens de 12 a 18 anos em novas técnicas, como software, robótica, animação, música e filme ", acrescentou a empresa.



O MVRDV acrescenta degraus urbanos às vigas de concreto inclinadas, tornando seguro para os visitantes literalmente caminhar por cima do antigo museu do ditador do país, até o topo da pirâmide - preservando a apropriação que começou com os cidadãos de Tirana.


Como a equipe destaca, "uma das vigas será preservada como uma inclinação que os visitantes podem deslizar - por sua própria conta e risco."


Esses degraus poderão ser usados ​​para passeios turísticos e eventos temporários, devolvendo a Pirâmide e a praça ao redor à sua função como um importante ponto central para a vida cultural em Tirana.



Vista do topo


Como afirma o MVRDV, "a transformação da pirâmide mostra como um edifício pode ser adequado para uma nova era, ao mesmo tempo que preserva sua história complexa e demonstra que os edifícios históricos brutalistas são ideais para reutilização."


O projeto também atende a uma série de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pelas Nações Unidas. Em vez de demolir a estrutura com desperdício, o MVRDV preserva sua robusta estrutura de concreto e a estrutura é adaptada de acordo com os princípios da economia circular.




Diagrama de todas as etapas


Este princípio é posteriormente desenvolvido na concepção dos degraus exteriores, que utilizam os ladrilhos de pedra que originalmente adornavam a fachada como agregados no novo betão.


“Como a maior parte da estrutura é aberta ao entorno na maior parte do ano, apenas os camarotes que abrigam o programa educacional precisam ser climatizados, reduzindo o consumo de energia”, acrescentou a empresa.






Roteamento secundário


A sustentabilidade social é avançada no novo uso do edifício, com o programa educacional promovendo a educação e preparando a próxima geração para o sucesso.


A transformação da Pirâmide de Tirana é cofinanciada pelo governo central e local com a Fundação Albanês-Americana para o Desenvolvimento (AADF).



Nome do projeto: A Pirâmide de Tirana

Local: Tirana, Albânia

Ano: 2018+

Cliente: Fundação Albanês-Americana para o Desenvolvimento (AADF)

Programa: 11.835m2 - instalação educacional

Orçamento: não divulgado


Arquiteto: MVRDV

Sócio fundador responsável: Winy Maas

Parceiro: Stefan de Koning


Equipe de design: Ronald Hoogeveen, Angel Sanchez Navarro, Boris Tikvarski, Stavros Gargaretas, Leo Stuckardt, Guido Boeters

Visualizações: Antonio Luca Coco, Luca Piattelli, Jaroslaw Jeda, Luana La Martina, Gianlorenzo Petrini

Estratégia e Desenvolvimento: Willeke Vester, Daan van Gool

Copyright: MVRDV 2021 - (Winy Maas, Jacob van Rijs, Nathalie de Vries, Frans de Witte, Fokke Moerel, Wenchian Shi, Jan Knikker)

Parceiros: Fundação Albanês-Americana para o Desenvolvimento (AADF), Município de Tirana

Parceiro de educação: TUMO Tirana


Todas as imagens © MVRDV


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco
Link|se © 2021 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por rugerio.com.br